Acessibilidade
Contato

NOVAS FREQUÊNCIAS

NOVAS FREQUÊNCIAS

31/12/1969

21h - 23h

Oi Futuro Ipanema

Salvar na Agenda
Início Término

Idealização, direção artística  e curadoria: Chico Dub
Realização, direção de produção e produção executiva: Tathiana Lopes / Cardapio de Ideias
 
O Oi Futuro em Ipanema é um dos espaços a sediar a quarta edição do Novas Frequências, festival internacional de música experimental conectado às novas tendências contemporâneas. Considerado uma das mais inovadoras experiências do calendário cultural do país, reúne artistas com promissoras carreiras dentro da vanguarda.
 
Dia 4 de dezembro, quinta-feira:
 
 
Aki  Onda (Japão)
 
 
Músico eletrônico, compositor e artista visual japonês, hoje morando no Brooklyn (NY), é conhecido pela série “Cassette Memories” – trabalhos compilados a partir do “diário sonoro” do artista em um período de mais de duas décadas. Ondairá desenvolver uma performance inédita, fruto de uma residência artística de dez dias. A base de sua apresentação será os sons ambientes captados no Rio de Janeiro.
 
Dia 5 de dezembro, sexta-feira:
 
 
John Butcher & Mark Sanders apresentam: Tarab Cuts (Inglaterra) 
 
Com passagens por inúmeros festivais, a peça “Tarab Cuts” nasceu através de um projeto comissionado ao saxofonista inglês John Butcher, pelo artista libanês Tarek Atou. A obra foi expandida e ganhou a participação do baterista Mark Sanders. Reúne  improvisações com elementos de violino, ney, oud, percussão e canto retirados de uma gigantesca coleção de discos de 78 rotações (1903-1950) sediada em Beirut.
 
Dia 6 de dezembro, sábado:
 
 
Ben Frost (Austrália)
  INGRESSOS ESGOTADOS
Natural de Melbourne, Austrália, vive e trabalha em Reykjavík (Islândia), onde formou o selo coletivo Bedroom Community. Seus primeiros álbuns misturam música pós-clássica, eletrônica experimental, noise, arte sonora, industrial, pós-rock, drone e dark metal. “Aurora”, lançado em 2014, sem guitarras, pianos e instrumentos de corda, oferece um desafiante novo mundo de formas sintéticas, mecanizadas e metálicas.
 
Dia 7 de dezembro, domingo:
 
 
Frisk Frugt (Dinamarca)
 
Frisk Frugt é um projeto do dinamarquês Anders Lauge Meldgaard. Seu trabalho funde canção e poesia folclórica tradicional da Dinamarca com elementos de rock experimental, improvisação, drone, eletrônica, lo-fi, free jazz e high-life. No Festival Novas Frequências, ele irá apresentar um show com sintetizadores modificados, um “órgão de flautas”, voz, mini-saxofone, percussão e efeitos.
 
Dia 11 de dezembro, quinta-feira:
 
 
Laraaji (Estados Unidos)
 
Edward Larry Gordon, conhecido como Laraaji, é um criador de tapeçarias meditativas muito associadas ao guarda-chuva da ambient music. Além de uma performance musical, ele irá apresentar o seu famoso “Laughter Meditation Workshop”(algo como “oficina de meditação do riso”). Durante a prática, o artista ensina a utilizar o riso de forma consciente em função de seus múltiplos benefícios à saúde.
 
Dia 12 de dezembro, sexta-feira:
 
 
Bill Orcutt (Estados Unidos)
   INGRESSOS ESGOTADOS
Conhecido como guitarrista do finado grupo de punk, no wave e free jazz Harry Pussy, Bill Orcutt vem ao longo dos últimos anos desenvolvendo novas possibilidades de se tocar violão solo. Ele tira uma sonoridade crua e urgente, de improviso, quase punk, cheia de arrancadas e breques. Sua música é comparada com igual frequência ao trabalho de compositores vanguardistas e bluesman do interior dos Estados Unidos.
 
Dia 13 de dezembro, sábado:
 
 
Vladislav Delay (Finlândia)
   INGRESSOS ESGOTADOS
Sasu Ripatti é um músico eletrônico e percussionista conhecido por desconstruír e distorcer variados gêneros eletrônicos de forma bastante autoral. Através da alcunha Vladislav Delay, Sasu promete lançar até dezembro o seu primeiro álbum de ambient music em cerca de dez anos. Batizado “Visa”, foi inspirado em uma frustrada tentativa de entrar nos Estados Unidos. E é este trabalho que o público conhecerá no Oi Futuro.
 
Dia 14 de dezembro, domingo:
 
 
Philip Jeck (Inglaterra)
 
 
Artista sonoro e compositor multimídia, começou a trabalhar com toca-discos e música eletrônica no início dos anos 80. O britânico utiliza os aparelhos como se fossem instrumentos musicais, criando uma linguagem extremamente pessoal que evolui a cada apresentação. Philip Jeck irá desenvolver uma performance inédita, fruto de uma residência no Rio de Janeiro, e dará uma oficina e uma master class sobre sua carreira.
 
De 4 a 14  de dezembro, quinta a domingo, 21h | Teatro
Entrada: R$ 20,00 | Classificação etária: 14 anos
 
*A meia entrada é vendida somente com a apresentação da carteirinha e/ou documentos de identificação no ato da compra
www.novasfrequencias.com
 

Inscreva-se e faça parte da nossa rede!
Receba informações sobre editais, cursos e programação


Confira a política de privacidade

Cancelar meu cadastro na rede do Oi Futuro

×

Não quer mais receber os nossos e-mails?

Seu e-mail foi removido com sucesso.