Acessibilidade
Contato

Conheça os 10 artistas selecionados pelo Labsonora para imersão artística na Amazônia

16/09/2022

Conheça os 10 artistas selecionados pelo Labsonora para imersão artística na Amazônia

A cantora amapaense Tani foi uma das artistas selecionadas (Foto: Reprodução Instagram)

O Labsonora selecionou um timaço de 10 artistas da música para participar de uma imersão em residência artística pelo maior bioma natural da Terra, a Amazônia. Em parceria, o Festival Se Rasgum e o Labsonora anunciam os escolhidos:

– Marlon Wirawasu, multiartista de São Gabriel da Cachoeira (AM), apaixonado pela estranheza dos sons;

– Cida Aripória, mulher de raízes indígenas do povo Kokama, pioneira a cantar rap no Amazonas;

– Netinho Eware, cantor e compositor da etnia Ticuna, de Tabatinga (AM);

– Elton Panamby, artista que atua em múltiplas linguagens dedicando-se à pesquisa e criação poética e experiências rituais (MA);

– Bruna BG, rapper, musicista e compositora paraense (PA);

– Alziney Curumiz, artista visual de Parintins (AM);

– Tani, cantora, compositora e ativista criada no Amapá (AP);

– Reiner, artista do Pará que mistura trip hop à musicalidade negra brasileira;

– Layse, cantora, compositora, instrumentista e diretora musical que busca inspiração do bolero à guitarrada do Pará;

A seleção contou com dezenas de candidaturas de alto nível entre as mais de 100 inscrições, vindas das mais diversas regiões da Amazônia Legal. O time selecionado passará por uma imersão que acontece de 22 de setembro a 1 de outubro, com projeto patrocinado pelo Edital Oi de Patrocínios Culturais Incentivados e pela Natura Musical, via Lei Semear de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Pará e Fundação Cultural do Pará.

A curadoria teve como jurados Carol Amaral, produtora cultural, advogada e ativista do movimento negro, radicada em Manaus; Chico Dub, diretor artístico residente do Oi Futuro, diretor geral e curador do Festival Novas Frequências (RJ); Djuena Tikuna, cantora e primeira jornalista indígena Tikuna formada no Amazonas, hoje residente no Maranhão; Lílian Fraiji, curadora e produtora cultural de Manaus, sócia-fundadora e diretora geral do LabVerde; e Paula Medeiros, gestora cultural paraense, co-fundadora do Festival Baiacool Jazz Festival e produtora da Se Rasgum Produções.

A residência Labsonora tem foco na criação artística com debates construtivos com um time de especialistas, pesquisadores do Instituto de Pesquisas da Amazônia, que instigam a interpretação do ecossistema Amazônico, procurando apontar o papel da arte na conscientização socioambiental. O programa tem como proposta estimular o desenvolvimento do pensamento crítico sobre natureza, arte e cultura.

A residência inclui também uma série de discussões, workshops, palestras e apresentações artísticas para aprofundar conhecimento sobre a diversidade sociobiológica da Amazônia. Os participantes terão um mês de prazo para entregar um trabalho sobre as questões discutidas ao longo da residência, que serão disponibilizados tanto nas redes do LabVerde como nas da Se Rasgum Produções.

O projeto terá ainda como convidados o residente francês do projeto, Benoît Crauste, músico, saxofonista e produtor sediado em Paris. Na Amazônia, ele irá propor a criação de pontes entre o jazz, a música afro e a escuta da natureza profunda. De Manaus, o convidado é Gandhi Tabosa, pesquisador e professor de danças urbanas e arte contemporânea, que fundou e dirige o Gandhicats Project.

Inscreva-se e faça parte da nossa rede!
Receba informações sobre editais, cursos e programação

 

Confira a nossa politica de privacidade