Acessibilidade
Contato

Notas de um aniversário – por Roberto Guimarães

12/05/2020

Notas de um aniversário – por Roberto Guimarães

Confira o artigo de Roberto Guimarães, gerente de Cultura do Oi Futuro, sobre os 15 anos do Centro Cultural Oi Futuro:

 

O Centro Cultural Oi Futuro celebra 15 anos de vida no dia 11 de maio de 2020. Uma década e meia prestando serviços à população e renovando, ano a ano, o compromisso com a inovação e a criatividade. Sempre apostando na convergência entre linguagens artísticas, entre públicos diversos e entre criadores, que, com suas contribuições visionárias, ajudaram a escrever uma história de sucesso. Uma bonita atuação que se expande para além de nossos limites físicos, já que produzimos e apoiamos ações em outros bairros da cidade e em outros estados do país.

Trazer o futuro no nome sempre nos impôs desafios. Da abertura, em 2005, até hoje, novos vocábulos e conceitos foram criados e o uso das tecnologias, bem como a sinergia da ciência e com outros saberes, operaram muitas transformações no fazer e consumir arte. Apostar na experimentação e na natureza múltipla das artes visuais, da música, do pensamento e das artes performáticas, desde o ano 1, reforçam o pioneirismo do Oi Futuro. Um espaço que se mostrou, de cara, como um ponto de referência para os realizadores que, de algum modo, investigam a mistura de meios e de suportes. Jovens ou profissionais com carreiras consolidadas, coletivos e curadores que veem no centro cultural o lugar mais adequado para exibirem seus trabalhos “difíceis de nomear”.

Passar nossa trajetória a limpo enche-nos de orgulho. Nomes importantíssimos da arte contemporânea brasileira têm a oportunidade de realizar mostras individuais que marcam suas carreiras, de forma definitiva, no Oi Futuro. Grandes artistas internacionais têm suas obras expostas pela primeira vez no Brasil – ou no Rio de Janeiro –  graças ao Oi Futuro. Logo em nossos primeiros anos, diretores e curadores viram em nós o lugar por excelência para a realização de seus festivais, o que nos tornou   inspiração – e base – para outros eventos semelhantes.

Para além da produção e da exibição, o Oi Futuro é também a sede de projetos de estímulo ao pensamento e à reflexão. Inciativas que reúnem criadores, pesquisadores, membros da academia, filósofos –  do Brasil e do mundo – debatendo questões do contemporâneo. No teatro, nas artes performáticas, o Oi Futuro tem oportunidade de apresentar ao público brasileiro nomes de dramaturgos do mundo nunca antes encenados por aqui e que ganham suas primeiras montagens em nosso palco. O Oi Futuro também sempre estimulou trabalhos de pesquisa e obras nascidas da inquietação de jovens autores e diretores brasileiros. Com suas companhias ou individualmente, muitos deles ganharam maior reconhecimento ao passarem por nosso espaço.

O Oi Futuro é o único centro cultural privado do Rio que mantém temporadas constantes de montagens para o público infanto-juvenil e suas famílias. Com o patrocínio da Oi, dezenas de montagens foram produzidas e tiveram sua estreia pautada no teatro. Invariavelmente, são indicadas – e ganham – prêmios dedicados a esse tipo de iniciativa. Com o lançamento, em 2018, do Labsonica, laboratório de experimentação artística, o incentivo à pesquisa e a experimentação no campo do som aumentou ainda mais.

E …somos também um museu. Um dos primeiros museus no Brasil a explorar a interatividade e a tecnologia como recursos para engajar os visitantes, o Museu das Telecomunicações detém o maior acervo do setor e foi recentemente reformulado e rebatizado como Musehum – Museu das Comunicações e Humanidades.  Com esse novo posicionamento, tentamos colocar o visitante, de forma radical, no centro da experiência museológica, fazendo que se reconheça, ainda mais, nas narrativas que estamos desenvolvendo.

O mundo chega a esse maio de 2020 tendo que rever muitos paradigmas. Os espaços privados e públicos de ocupação e intervenção, os hábitos, as formas de diversão e informação, os prazeres, alegrias e tristezas estão sendo passados em revista.  Mas, mais que nunca, é importante lembrar o quanto a arte sensibiliza, nos leva adiante, constrói pontes entre pessoas e tempos.

A missão do Oi Futuro continua.

Com a arte entre o hoje e o amanhã!

 

Roberto Guimarães

Gerente de Cultura

#centrocultural15

#OiFuturoAgora

Inscreva-se e faça parte da nossa rede! Receba informações sobre editais, cursos e programação



Clique aqui para cancelar o envio da newsletter.

#JuntosTransformamos