Acessibilidade
Contato

VIVADANÇA FESTIVAL INTERNACIONAL

VIVADANÇA FESTIVAL INTERNACIONAL

31/12/1969

19h - 22h

Oi Futuro BH

Salvar na Agenda
Início Término

Realização: Baobá Produções Artísticas e Teatro Vila Velha
Direção Geral e Curadoria Artística: Cristina Castro
 
O Festival, em sua sétima edição, chega pela segunda vez a BH e apresenta, durante cinco dias, no Oi Futuro, grandes atrações nacionais e internacionais. O VIVADANÇA é  dedicado às linguagens da dança e seus caminhos, refletindo as inquietações artísticas e os meios de produção, diálogo e difusão que envolvem o segmento.
 
Dia 1º de maio, quarta-feira:
“Sawa Sawa” – HAPAX Company  – França
Em japonês, sawa sawa significa o farfalhar da grama e das folhas, uma imagem poética do vento e uma metáfora para a beleza e a graça. Estes conceitos são abordados na performance, que combina dança, coreografia, luz e imagens em vídeo para falar do diálogo etre o homem e a natureza.
20h | Classificação etária: 8 anos
 
Dia 2 de maio, quinta-feira:
“Tasogare” – Tadashi Endo – Japão
O título significa crepúsculo. Tasogare é o exato momento em que a luz do dia ainda não foi embora e, ao mesmo tempo, a escuridão ainda não chegou completamente, um “entre-lugar”. No espetáculo de butô, o artista busca imprimir e resgatar sensações de alegria e tristeza, entusiasmo e alegria.
20h | Classificação etária: livre
 
Dia 3 de maio, sexta-feira:
“Solos Stuttgart”
Programa com seis vencedores e finalistas do Internationales Solo-Tanz-Theatre Festival, encontro anual na cidade alemã de Stuttgart e que reúne jovens coreógrafos e dançarinos de diversas partes do mundo. Serão apresentados:  “Leda” (Rodrigue Ousmane/Chade); “ME-ror” (Michael Miler/Israel); “Stepping over Stones” (Hugo Marmelada/Portugal); “Grief Point” (Sidra Bell/EUA); “Emotions, Job, Emotions, One a Day” (Eran Gisin/Israel) e”Whiskers” (Eleesha Drennan/Canadá).
20h | Classificação etária: livre
 
Dia 4 de maio, sábado:
“ESCrito Absurdo” – Omar Carrum (México) e Vladimir Rodríguez (Colômbia)
Resultado de uma pesquisa sobre interpretação, estados do corpo, roteiro coreográfico e improvisação envolvendo Omar Carrum (Delfos Company) e Vladimir Rodríguez (Compañia Cortocinesis Danza Contemporânea). Os intérpretes seguem um roteiro utilizando-se de experiências anteriores, para, em seguida, destruí-las.
20h | Classificação etária: livre
 
Dia 5 de maio, domingo:
“Dô” – Bando de Teatro Olodum – Bahia
“Dô”, palavra japonesa que significa “movimento”. O espetáculo trata da transformação da história individual, da identidade, em energia. O trabalho é fruto do encontro do mestre de butô Tadashi Endo com um dos grupos mais talentosos das artes cênicas da Bahia.
19h | Classificação etária: livre
 
Dias 1, 2, 3, 4 e 5 de maio | Teatro
Ingresso: R$ 10,00 | Classificação etária: livre
 
*A meia entrada é vendida somente com a apresentação da carteirinha e/ou documentos de identificação no ato da compra

Inscreva-se e faça parte da nossa rede!
Receba informações sobre editais, cursos e programação


Confira a política de privacidade

Cancelar meu cadastro na rede do Oi Futuro

×

Não quer mais receber os nossos e-mails?

Seu e-mail foi removido com sucesso.