Acessibilidade
Contato

Oi Futuro e Estúdio Toca do Bandido anunciam resultado da Aceleração Musical LabSonica

22/05/2020

Oi Futuro e Estúdio Toca do Bandido anunciam resultado da Aceleração Musical LabSonica

Foram exatos 900 artistas e bandas independentes inscritos no edital de Aceleração Musical LabSonica – Edição Toca do Bandido. O grande número de inscrições e a alta qualidade musical nos motivou a aumentar de seis para 20 o número de selecionados e a criar uma nova etapa, inteiramente digital, para ajudar mais músicos durante a pandemia. O projeto também ganha uma nova etapa além da capacitação, um festival online que será realizado com todos os músicos no mês de julho.

Na nova etapa criada pelos patrocinadores, os 20 participantes terão aulas e workshops online, receberão ajuda de custo e participarão de um Festival online que encerrará essa primeira etapa. O objetivo nesta fase é promover carreiras musicais através de qualificação profissional e do estímulo à experimentação. Para viabilizar essa ampliação de escopo e número de participantes, o projeto recebeu investimento direto da Oi, para além do patrocínio incentivado existente.

Ao final desta nova etapa serão divulgados os seis finalistas, que receberão mais uma ajuda de custo de R$ 4.000,00 para os artistas do Rio de Janeiro e de R$ 8.000,00 para os que moram em outros estados. Os curadores da Toca do Bandido e do LabSonica tiveram como critérios de seleção o potencial e a diversidade dos artistas, que foram escolhidos de norte a sul do Brasil. “Os gêneros musicais também são os mais diversos, teremos artistas do hip hop, rock, mpb, Indie e pop”, empolga-se Felipe Rodarte, produtor musical da Toca do Bandido e do edital.

“Foi muito emocionante receber material de tantos artistas, compartilhando também o momento difícil da quarentena. Depois de um mês de trabalho intenso de avaliação, tanto nós do Toca do Bandido, como também os parceiros do LabSonica, entendemos que não poderiam ser apenas seis e em menos de uma semana tivemos a aprovação do Oi Futuro para mais uma etapa, intermediária e digital, com 20 artistas. A patrocinadora compreendeu a importância desse movimento no momento da quarentena e abraçou a ampliação do projeto conosco”, conta Constança Scofield, diretora artística e gestora do estúdio Toca do Bandido e uma das idealizadoras do projeto.

“Neste contexto de isolamento social, mais que nunca, é importante lembrar o quanto a arte sensibiliza, nos leva adiante, constrói pontes entre pessoas e tempos. Esse é um grande desafio para os artistas, criadores, fazedores e também para as instituições. Ao ampliar o escopo da Aceleradora Musical LabSonica, Oi Futuro reafirma seu propósito e segue apoiando a classe artística, estimulando a experimentação e a cocriação de novos projetos”, diz Roberto Guimarães, gerente executivo de Cultural do Oi Futuro.

Do diagnóstico ao lançamento

Na segunda etapa, agora chamada de etapa presencial, os seis selecionados farão uma imersão para a produção de EPs e vão participar de mentorias orientadas por profissionais especializados da área. O ponto de partida será um diagnóstico do ponto de carreira de cada um dos seis selecionados, para avaliar necessidades e projetar etapas de desenvolvimento, incluindo seleção de repertório, capacitação em empreendedorismo e design estratégico profissional e artístico. A primeira semana acontece no espaço Lab Oi Futuro – espaço criado pelo instituto da Oi no Rio para estimular a inovação na economia criativa – e vai contar com a mentoria do produtor musical Iuri Freiberger, que vai coordenar a aceleração e orientar o design estratégico da carreira dos selecionados. Ao fim da primeira semana, os músicos vão participar de um SongCamp no Estúdio Toca do Bandido, onde vão participar de dinâmicas que estimulam a composição. Dos seis artistas selecionados, quatro serão do estado do Rio de Janeiro e dois, de outros estados brasileiros.

Em seguida, cada selecionado terá três músicas produzidas, com a orientação e condução da diretora artística Constança Scofield e do produtor musical Felipe Rodarte, ambos do tradicional Estúdio Toca do Bandido. Os EPs serão lançados pelo Selo Toca Discos em todas as plataformas digitais de streaming e download de música, com apoio de assessoria de marketing digital na divulgação das bandas nas redes sociais – Instagram, Facebook e Youtube entre outras. O processo de produção e gravação vai contar com registro audiovisual de making of, e ao final cada artista participante vai ter um oficial recording session videoclip de uma música gravada ao vivo. O estúdio do Lab Oi Futuro vai sediar os ensaios e a gravação ao vivo, enquanto o estúdio Toca do Bandido será local das gravações e mixagens das outras duas faixas.

Ao final da aceleração, os artistas selecionados vão apresentar sua produção para o público carioca e participarão de um pitching para uma banca de profissionais do mercado de música, no Lab Oi Futuro.

Confira o  resultado:

Inscreva-se e faça parte da nossa rede! Receba informações sobre editais, cursos e programação



Clique aqui para cancelar o envio da newsletter.

#JuntosTransformamos