Contato

Captação de recursos para inovar e gerar impacto

23/01/2019

Captação de recursos para inovar e gerar impacto

Oficina de Captação de Recursos com o Pontão de Economia da UFRJ no Oi Futuro

Início do ano, mudança de ciclo e o momento ideal para planejar as metas e oportunidades de captação de recursos financeiros para 2019. Pensando nisso, Oi Futuro e o Pontão Economia Viva do Lares da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) realizaram no dia 18/01 a oficina de Captação de Recursos com foco em pessoas físicas e recursos internacionais. Durante um dia inteiro no Lab Oi Futuro os participantes das duas turmas puderam ouvir dicas e experiências de quem já trabalha com esse tipo de financiamento de projetos de impacto e desenvolvimento.

“Um projeto, uma instituição não pode ficar atrelada a apenas uma ou duas fontes de recurso porque isso a deixa muito suscetível às instabilidades. Por isso, a gente reforça a importância de inovar e buscar estratégias de sustentabilidade”, explica a coordenadora do Pontão Economia Viva, Ana Paula de Sá Campello.

E o que fazer para garantir essa diversificação de recursos e fontes de financiamento? Selecionamos dez dicas apresentadas pelas palestrantes Renata Linhares, gerente de relacionamento da SITAWI Finanças do Bem, e Ana Flávia Godoi, conselheira da ABCR e especialista em Desenvolvimento Institucional, sobre o que é fundamental para conseguir apoiadores/patrocinadores que contribuam para tirar seu sonho do papel. Confira:

Tenha clareza do seu projeto: qual é seu público, qual impacto social e como seu projeto está contextualizado no âmbito local e nacional.

Objetivos financeiros e metas: é importante você ter clareza das metas de captação e onde quer chegar. Para isso é importante ter uma boa gestão.

Orçamento:  transparência é fundamental para qualquer projeto, principalmente para fundos internacionais que prezam bastante por prestação de contas.

Comunicação: tenha uma comunicação estruturada que dê visibilidade ao projeto e cultive bons relacionamentos.

Agenda: Os fundos costumam ter datas específicas para lançar seus editais. Crie alertas em suas agendas para não perder esses prazos.

Profissional dedicada: Tenha um profissional específico para captação de recursos. Esse olhar comprometido faz toda diferença.

Storytelling: Tenha uma boa história para contar, que conecte o protagonista do projeto com o apoiador e gere conexões entre as pessoas.

Boas práticas: Pesquise o que projetos semelhantes ao seu estão fazendo nesse território das finanças para se inspirar.

Instrumentos de captação: Pesquise todas as possíveis formas de captação em plataformas. Ex.: crowdfunding, matchfunding, empréstimo coletivo, face to face, eventos de captação, entre outros.

E, por fim, peça: Se você não pedir não será possível captar.

No Oi Futuro, selecionamos, por meio de editais públicos, projetos a serem apoiados na área de cultura e inovação social. Para além de apoiadores, buscamos parceiros, que nos ajudem a fortalecer o ecossistema da inovação com ética e integridade e com os quais possamos cocriar e gerar impacto social. Fique por dentro dos nossos editais:  https://oifuturo.org.br/editais/

As duas turmas exercitaram na prática a montagem de modelos de financiamento

Inscreva-se e faça parte da nossa rede! Receba informações sobre editais, cursos e programação

#JuntosTransformamos