Contato

Oficina inclusiva de cinema produz nanofilme no Lab Oi Futuro

03/07/2019

Oficina inclusiva de cinema produz nanofilme no Lab Oi Futuro

O Lab Oi Futuro recebeu no último final de semana a Oficina Inclusiva de Cinema “Visões Divergentes”. A atividade, parte das ações de acessibilidade, é idealizada e produzida pelo fotógrafo e cineasta Emanuel de Jesus e pelo ator, diretor, professor e pesquisador de teatro Fabrício Moser, com apoio do Oi Futuro, por meio do Programa Educativo. 

Nos dois dias de atividades, jovens e adultos de variadas condições neurobiológicas, neuro diversas ou que convivam com diferentes padrões cognitivos (auditivos, visuais ou motores) realizaram a produção de conteúdo cinematográfico com o celular e finalização de um nanofilme a partir da provocação: sinto o mundo e o mundo me vê

“Ficamos surpresos com a quantidade de inscritos, imaginávamos que haveria procura mas não pensamos que receberíamos mais de 250 interessados. Com apenas 30 vagas, optamos por equilibrar no grupo o número de participantes  de cada condição neuro-biológica, conseguindo assim contemplar o pessoas com Autismo, TDAH, Esquizofrenia, Trissomia 21, Paralisia Cerebral, Deficiência Intelectual, Cegos, Surdos, Tetraplégicos e Cadeirantes, além de pessoas com síndromes raras”, contou Fabrício.

A oficina contou também com suporte inclusivo de mediadores e intérpretes de libras onde os participantes foram apresentados a linguagem cinematográfica pela equipe do Oi Kabum Lab, conhecendo técnicas de direção, roteiro, câmera e edição com o celular.

“A interação entre a equipe de suporte e o grupo de participantes transformou o encontro em um grande laboratório criativo e afetivo. Foi emocionante ao final do segundo dia ouvir o depoimento de cada um sobre como se sentiu na oficina e ver os filmes produzidos. Por tudo isso, saímos felizes com a repercussão da oficina e com a avaliação de cada participante, a quantidade de interessados só confirma que existe um público neuro diverso interessado em se expressar pelo audiovisual e as outras artes, basta que hajam oportunidades como essa”, afirmou Fabrício.

Inscreva-se e faça parte da nossa rede! Receba informações sobre editais, cursos e programação

#JuntosTransformamos